O Fecho éclair da Moral entre Direita e Esquerda

Resultado de imagem para direita e esquerda

Imagem: Cultseraridades

Por Gilberto Marinho

Observa-se certos tipos de seres humanos que outrora estão de um lado, migram para outro sem o menor dos pudores ou como dizem as más línguas “sem vergonha na cara”, bandeiam-se para o lado que está vencendo, que está em ascensão ou que lhe trará algum benefício ($).

Pois, bem trago à tona o que é ser de Direita ou de Esquerda neste país, haja vista parte da sociedade embananar a coisa toda e não entender patavina alguma. Nota-se que parece não haver um consenso fixo quanto a uma definição comum, mas iremos tentar informá-los.

As ideologias “esquerda” e “direita” foram criadas durante as assembleias francesas do século 18. Para o filósofo político Noberto Bobbio, embora os dois lados realizem reformas, uma diferença seria que a esquerda busca promover a justiça social, enquanto a direita trabalha pela liberdade individual. Lógico que as questões envolvidas são mais complexas.

Mas vamos nos aprofundar ainda mais, no Brasil, essa divisão se fortaleceu no período da Ditadura Militar, onde quem apoiou o golpe dos militares era considerado da direita, e quem defendia o regime socialista, era de esquerda. Com o tempo, outras divisões apareceram dentro de cada uma dessas ideologias.

Hoje, os partidos de direita abrangem (conservadores, democratas-cristãos, liberais e nacionalistas, e ainda o nazismo e fascismo na chamada extrema direita). Na esquerda, temos os (social-democratas, progressistas, socialistas democráticos e ambientalistas, na extrema-esquerda temos movimentos simultaneamente igualitários e autoritários).

Há ainda posição de “centro”. Esse pensamento consegue defender o capitalismo sem deixar de se preocupar com o lado social. A política de centro também pode ser chamada de “terceira via”, que idealmente se apresenta não como uma forma de compromisso entre esquerda e direita, mas como uma superação simultânea de uma e de outra.

O fecho éclair da moral, título deste post, faz alusão aos que são abertos ou fechados em relação a moral, que deriva do grego “mores”, relativo aos costumes e sendo um conjunto de regras no convívio, ou atua como forma de controle social, e você escolhe o lado a que irá pertencer. Maiores detalhes vide imagem acima.

A moral é autônoma, imposta pela consciência do homem, é unilateral, por dizer a respeito apenas do indivíduo, e é incoercível, não é exigível por ninguém, portanto, você briga com sua consciência constantemente, analisando se seu ato ou atitude está certa ou errada perante a sociedade, preocupando-se com o que os outros vão pensar ou julgar, ao invés de você preocupar-se.

Direita e esquerda também têm a ver com questões morais. Avanços na legislação em direitos civis e temas como aborto, casamento gay, desarmamento e legalização das drogas são vistas como bandeiras da esquerda, com a direita assumindo a defesa da família tradicional.

Fonte: Andréia Martins (UOL)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s